Notícias

Prestigiados cronistas da Colômbia e do Brasil se encontram na Mesa 6

prestigiados-cronistas-da-colombia-e-do-brasil-se-encontram-na-mesa-6

O paulista Antonio Prata e o colombiano Juan Gabriel Vásquez lotaram o Convento do Carmo, com o tema “Histórias de Humor Sutil, Micromundos Familiares e Fratura Generalizada”. Os autores falaram sobre, como bem sugerido pelo nome, humor e semelhanças entre o Brasil e a Colômbia. A mediação coube à Mirella Márcia.

Prata garantiu que usa o humor de forma sutil: “A crônica é sempre um gênero de ficção que eu trato. A partir do momento que eu começo a escrever, levo o narrador para onde eu desejo. O humor nasce de um conflito da realidade, de um descontentamento. O humor é um lubrificante que nos permite deslizar pela vida tão áspera”.

Durante o bate-papo, o colunista da Folha de S. Paulo argumentou ainda, que não compactua com o politicamente correto nem com os humoristas que “preferem” fazer piadas com as minorias.

Já para o colombiano Vásquez, a grande dificuldade é encontrar métodos de utilizar o sarcasmo para tratar da história “trágica”. “Tenho tentado vários métodos para explorar a história trágica do meu país. Os escritores colombianos passaram anos tratando a violência na Colômbia. Mas a nossa grande preocupação é de como tratar a violência em nossa literatura“, disse ele, que foi questionado por diversas vezes sobre como recebeu o resultado do pebliscito sobre o acordo de paz na Colômbia. “A maior tragédia dos últimos anos”, sentenciou.

Dia 15 de Outubro – Mesa 6 – Flica 2016