Escadaria Câmara

Maviael Melo

flica-2017-maviael-melo

Maviael é pernambucano de nascimento, padagogo de formação e apaixonado por poesia e cordel. Em suas andanças Brasil afora, além dos shows, também ministra oficinas de cordel para professores e educadores, mostrando como esta arte pode ser uma importante ferramenta pedagógica. Sua obra é recheada por canções, contos, poesias e cordéis que refletem sobre os cuidados com a água, a terra, o planeta. Toda sua caminhada revela essa forte característica de artista do meio ambiente e por conta disso é sempre convidado a participar de eventos sobre essa temática.

Em março de 2010 o artista participou do VI EnconASA, dedicado à discussão e à avaliação das políticas públicas voltadas para o Semiárido. O encontro foi um espaço de intercâmbio de cultura, valores e conhecimentos entre aqueles que buscam, em conjunto, construir um Semiárido mais próspero, onde o acesso à água e à terra sejam apenas o primeiro passo para uma vida digna na região, ainda nesse ano, participou do Terra Madre Brasil, evento internacional voltado para a segurança alimentar, realizado em Brasília onde na capital federal Mavi, como é chamado pelos amigos fez parte da programação cultural, Maviael foi também umas das atrações da 2ª Festa do Umbu, em Uauá, onde ministrou oficinas de educação ambiental e show.

É autor do Cordel das Águas, publicação feita pelo Instituto de Gestão das Águas e Clima da Bahia – INGÁ, com mais de 50 mil cópias distribuídas nas escolas públicas de todo o Estado. A produção, que também foi lançada em Minas Gerais e Pernambuco, pode ser conferida no site da Agência Nacional das Águas (www.ana.gov.br) e é tema de uma campanha ambiental nas escolas públicas do Ceará. O artista também assina parte da trilha sonora do DVD Ética e Ecologia, do teólogo e ambientalista Leonardo Boff, novamente produzido pelo INGÁ.

Seu trabalho integra a revista Sala de Professor, do Ministério da Cultura. A publicação reúne professores das disciplinas de Língua Portuguesa e de História que discutem e apresentam uma proposta de atividade interdisciplinar sobre o documentário, O Beabá do Repente, produção que revela a cultura popular da região de Pernambuco, os cantadores nordestinos e as iniciativas que estão levando o repente às escolas, ensinando aos jovens os segredos e a riqueza dessa cultura.

Também são importantes suas premiações e participações em eventos culturais, por todo o país, voltados para a questão ambiental dentre as quais, o 1º lugar no Festival Edésio Santos, em Juazeiro, na Bahia; bem como premiações no X Festival de Música e Ecologia da Ilha Grande, em Angra dos Reis, Rio de Janeiro; no Festival Geraldo Azevedo da Canção, em Petrolina, Pernambuco; no Festival de Violeiros da Chapada Diamantina, em Seabra; e no Festival de Ibotirama, na Bahia; com as canções Ave Rio, Chegou a Vez, Tempo Lamento e Mané, Maria e Luar, respectivamente. Tendo também poesias premiadas em diversos festivais de poesia pelo nordeste, a exemplo do 3º Recitata, em Recife-PE, Festival de Poesia de Ibotirama e Carinhanha, na Bahia.

Em outubro de 2009 produziu o projeto Entre Versos e Canções pela Bahia, aprovado pelo Edital de Circulação de Música da Fundação Cultural do Estado da Bahia – Vivaldo Ladislau, nas cidades de Camaçari, Santa Maria da Vitória e Lençóis, recebendo como convidados os cantadores Xangai, Celo Costa e Raimundo Sodré, respectivamente.

Toda essa bagagem foi adquirida na educação formal, e sobretudo conquistada pelas suas andanças por todo o país, com destaque para o nordeste do Brasil, na região do semiárido, para onde sempre leva a sua arte. É um mergulho às raízes, do pernambucano baiano.

O Artista foi o produtor e curador do I Encontro de Cantadores do Pelô, projeto realizado em 2010, apoiado pelo IPAC, no Edital “Tô no Pelô!”, no qual o poeta reuniu cantadores da Bahia, Pernambuco e de outros estados do Brasil nos dias 12, 13, 14 e 15 de novembro, entre os artistas convidados, estavam nomes como Raimundo Sodré, Jessier Quirino, Maciel Melo, Bule Bule, Chico Pedrosa, Alisson Menezes, entre outros, produção conferida pelo público baiano que movimentou o Centro Histórico de Salvador com muitos versos e canções, já foram também realizadas outras 3 edições em 2012, 2015 e 2016, com previsão para o V encontro em dezembro deste ano.

Lançou em 2014 o CD Entre a Pontes dos sonhos, com a participação de grades nomes da música brasileira, e em maio deste ano gravou seu primeiro DVD, intitulado Áries da Canção, com previsão para lançamento em novembro.

Atualmente atua em diversas comunidades rurais de mais de 20 cidades da Bahia, levando a literatura de Cordel, como fio condutor de ações sócios educativas. Também já está no prelo o seu mais novo livro com previsão de lançamento também em novembro.