Mesas Flica

Mesa 04 | Intervenções, agitações e desvarios

flica-2017-ricardo-lisias-daniela-galdino

Escritores trazem em si uma centelha de insanidade. São artífices da palavra que se recusam a cair nas armadilhas da domesticação artística, se arriscam a transpor limites kafkianos, dispostos a pagar o preço pelas acrobacias que realizam sem usar rede de proteção. A arte literária para além da palavra impressa no papel, dialogando com os vários sentidos da vida ou com a completa falta de perspectiva de encontrá-los algum dia. Ricardo Lísias se propõe a experimentações ficcionais com sua literatura-performance e termina sendo arrastado por inquéritos e processos judiciais na vida real. Já Daniela Galdino usa o verbo e o corpo; o movimento e a palavra; a voz e os dedos, fazendo de si mesma uma extensão dos seus poemas. Dois artistas tão instigantes só poderiam ser mediados pela versatilidade e a perspicácia do poeta Wesley Correia.